Guerra Rússia-Ucrânia

Guerra na Ucrânia: como os portugueses podem ajudar o povo ucraniano

Guerra na Ucrânia: como os portugueses podem ajudar o povo ucraniano

Quer ajudar o povo ucraniano? Saiba como e onde pode fazê-lo.

Há pontos de recolha de bens de Norte a Sul do país. Saiba como pode dar o seu contributo. Casas disponíveis para alojar quem precise de abrigo, dinheiro, alimentos, medicamentos e roupas são exemplos da oferta de ajuda que tem chegado à Associação dos Ucranianos em Portugal.

A Associação dos Ucranianos em Portugal anunciou, esta segunda-feira, a criação de uma plataforma entre várias associações para coordenar a ajuda disponibilizada e satisfazer os pedidos de apoio no âmbito da invasão da Ucrânia.

Casas disponíveis para alojar quem precise de abrigo, dinheiro, alimentos, medicamentos e roupas são exemplos da oferta de ajuda que tem chegado à Associação, de instituições e de particulares, para ser dirigida aos que possam vir a refugiar-se em Portugal, mas também enviada para ucranianos deslocados no seu país e em países vizinhos.

Segundo o presidente da associação, Pavlo Sadokha, há também pessoal médico e outros profissionais que querem ir ajudar na Ucrânia e a associação foi contactada por mais de uma dezena de pessoas, ex-militares mas não só, que se dispõem a ir lutar ao lado dos ucranianos para repelir os ataques militares dos russos.

A lista de bens mais necessários:

  • roupa de cama, cobertores, almofadas, mantas;
  • colchões, sacos cama;
  • água, alimentos (conservas, massas, leite em pó, bolachas, cereais);
  • medicamentos e material médico (ligaduras, algodão, compressas);
  • utensílios de cozinha (panelas)
  • produtos de higiene (fraldas, pensos, pasta dentífrica, sabonetes, champôs, papel higiénico, máscaras);
  • roupas quentes, roupa interior;
  • fogões de gás de campismo.

Onde pode entregar esses bens?

De Norte a Sul do país, há vários pontos de recolha de bens. Em Vila Nova de Gaia, no Seminário Cristo Rei, pode doar produtos alimentares, medicamentos e outros bens de necessidade.

Também em Braga não há um, mas vários pontos de recolha.

A Câmara Municipal de Viseu, o Instituto Politécnico de Viseu, a Associação Viriatos.14 e a Associação dos Ucranianos de Viseu juntaram-se numa ação de ajuda humanitária que pode ser entregue na Loja Solidária do IPV (edifício dos Serviços Centrais). Mais informação aqui

No Fundão também está em curso uma recolha de bens, incluindo em supermercados a partir de hoje e até 1 de março.

Na capital são várias as juntas de freguesia com ações a decorrer, nomeadamente a freguesia da Misericórdia, da Ajuda, de Benfica e do Areeiro.

Um grupo de médicos de vários hospitais (Santa Maria, CUF, Lusíadas, Beatriz Ângelo) também está a pedir doações, cujo transporte está a cargo da Associação Solidária Anjos de Misericórdia – instituição de caridade.

Mais a Sul, a Associação dos Ucranianos no Algarve também está a aceitar doações de bens por todo o distrito.

Ucranianos residentes em Bragança recolhem roupa, alimentos e primeiros socorros 

Um grupo de ucranianos residentes em Bragança está a recolher roupa interior, alimentos enlatados e materiais de primeiros socorros que dois voluntários vão entregar aos militares ucranianos. O apelo lançado no fim-de-semana teve resposta imediata por parte da população de Bragança. 

Todos estes produtos vão ser transportados na quarta-feira para a Ucrânia por dois voluntários. 

Disponíveis a todos estão também as seguintes plataformas:

SIGA AO MINUTO A SITUAÇÃO NA UCRÂNIA

Saiba mais

Últimas Notícias
Mais Vistos