Guerra Rússia-Ucrânia

Futuro Hoje: guerra eletrónica

12.04.2022 23:03

Intercetar comunicações domina o campo de batalha.

Escondido das câmaras, mas ainda presente no horror da guerra, há todo um campo de batalha invisível, mas decisivo. A guerra eletrónica é a protagonista do Futuro Hoje.

É preciso olhar para armas como esta da primeira grande guerra para imaginar um mundo verdadeiramente sem guerra eletrónica porque esse tipo de guerra começa com o uso da rádio. A guerra eletrónica ocupa todo o espetro eletromagnético muito para além das simples ondas de rádio.

É sobretudo uma guerra das antenas. No meio de todos os carros de combate, os russos transportam veículos dedicados à guerra eletrónica.

É um conceito muito vasto. Podemos começar pela aquisição de dados, satélites, radares fixos, navios, aviões, carros e até sensores transportados a pé. São usados para detetar e eventualmente prever os movimentos das forças inimigas.

Os soldados dos exércitos continuam a ter proteções físicas, mas muito para além disso têm ou podem ter câmaras de filmar ou de fotografar capazes de transmitir imagens, câmaras de infravermelhos, outros sensores de radiações e muito material capaz de transmitir todos esses dados que fazem também parte dessa guerra eletrónica.

Cada ação destas tem uma reação, ou seja, a tentativa de esconder e impedir o inimigo de perceber o que se vai fazer.

Por exemplo, as forças da NATO recolhem informação com meios de guerra eletrónica, que pode ou não ser fornecida aos ucranianos. As ondas eletromagnéticas podem até ser usadas para impedir o disparo de armas ou, pelo contrário, para provocar a detonação de mísseis ou minas de forma a não atingirem o seu alvo.

A Rússia tem sistema Leer 3 que combina drones Orlan 10 e camiões com equipamento eletrónico que se diz que pode detetar e localizar até 2 mil telemóveis de cada vez.

Já a inteligência artificial pode ser usada para comandar armas que venham a decidir o que fazer. Esse é provavelmente o aspeto mais polémico da guerra eletrónica nos dias de hoje.

Últimas Notícias