Guerra Rússia-Ucrânia

Turquia fecha espaço aéreo a voos civis e militares russos com destino à Síria

07 July 2021, Hessen, Frankfurt/Main: A plane arriving from the Indian capital Delhi lands at Frankfurt Airport. The German government eases entry restrictions imposed on Portugal, Great Britain and Northern Ireland, Russia, India and Nepal due to the spread of particularly contagious Corona variants. Today, the five countries are downgraded from virus variant area to high incidence area. Photo: Sebastian Gollnow/dpa (Photo by Sebastian Gollnow/picture alliance via Getty Images)
07 July 2021, Hessen, Frankfurt/Main: A plane arriving from the Indian capital Delhi lands at Frankfurt Airport. The German government eases entry restrictions imposed on Portugal, Great Britain and Northern Ireland, Russia, India and Nepal due to the spread of particularly contagious Corona variants. Today, the five countries are downgraded from virus variant area to high incidence area. Photo: Sebastian Gollnow/dpa (Photo by Sebastian Gollnow/picture alliance via Getty Images)

Ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia salienta que o seu país não está a participar nas sanções contra a Rússia.

A Turquia fechou este mês o seu espaço aéreo aos voos civis russos para a Síria, anunciou o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlüt Çavusoglu, salientando que o seu país não está a participar nas sanções contra a Rússia.

“Fechámos o nosso espaço aéreo não só aos voos militares russos mas também aos voos civis com destino à Síria”, disse o ministro em declarações à comunicação social no início de uma viagem de sete dias à América Latina, de acordo com a estação turca de televisão NTV.

“Dávamos permissões trimestrais. Havia permissão até abril. O nosso Presidente (Recep Tayyip Erdogan) disse (ao seu homólogo russo, Vladimir) Putin. Depois os voos pararam”, explicou o chefe da diplomacia turca.Çavusoglu sublinhou que a Turquia não participa nas sanções contra a Rússia que a União Europeia impôs na sequência da invasão russa da Ucrânia.

“Se uma empresa (russa) quiser vir fazer negócios, só tem de agir de acordo com as nossas leis e a legislação internacional”, disse.Çavusoglu afirmou que a Rússia e a Ucrânia continuam em conversações para alcançar a paz, mas estas são “negociações delicadas, conduzidas através de portas diplomáticas discretas”, disse ele.

O ministro turco chegou a Montevideu, onde se encontrou com o seu homólogo uruguaio, Francisco Bustillo, na primeira paragem de uma viagem que o levará ao Brasil, primeiro a São Paulo, ainda hoje, e amanhã a Brasília, depois ao Equador, na terça-feira à Colômbia, na quarta-feira ao Panamá e na quinta-feira à Venezuela, de onde regressará à Turquia na sexta-feira.

Saiba mais:

Especial conflito Rússia-Ucrânia

Veja também

Últimas Notícias
Mais Vistos