Guerra Rússia-Ucrânia

EUA reabrem embaixada em Kiev após três meses fechada

18.05.2022 21:34

BERLIN, GERMANY – MAY 15: Antony Blinken (R), U.S. Secretary of State, attends a news conference during an informal meeting of NATO members states foreign ministers on May 15, 2022 in Berlin, Germany. The ongoing Russian war in Ukraine is dominating the meeting. Top diplomats from Sweden and Finland, two countries that will very likely apply for NATO membership, are also attending the two day gathering. (Photo by Hannibal Hanschke/Getty Images)

Blinken assegurou que foram tomadas “medidas adicionais para reforçar a segurança” dos diplomatas norte-americanos.

Os Estados Unidos reabriram esta quarta-feira a sua embaixada em Kiev, encerrada em meados de fevereiro, antes da invasão russa da Ucrânia, anunciou o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken.

“Hoje, retomamos oficialmente as operações na embaixada dos Estados Unidos em Kiev. O povo ucraniano, com a nossa ajuda em matéria de segurança, defendeu a sua pátria da invasão irresponsável da Rússia e, em consequência, a nossa bandeira foi de novo hasteada na embaixada”, declarou Blinken em comunicado.

Os Estados Unidos decidiram deslocar a sua embaixada na Ucrânia de Kiev para Lviv, perto da fronteira com a Polónia, a 14 de fevereiro, dez dias antes do início da invasão russa, antes de retirarem todo o seu pessoal do país.

Na sequência de uma visita a Kiev a 24 de abril, Antony Blinken e o secretário da Defesa norte-americano, Lloyd Austin, anunciaram o regresso gradual de uma presença diplomática na Ucrânia, dada a melhoria da situação no terreno, especialmente em Kiev e na região circundante.

A encarregada de negócios Kristina Kvien regressou a Lviv a 2 de maio e disse esperar antes do fim do mês um retorno à capital, onde se deslocou brevemente a 8 de maio para comemorar o 77.º aniversário da vitória dos aliados sobre a Alemanha nazi.

Blinken precisou ter tomado “medidas adicionais para reforçar a segurança” dos diplomatas norte-americanos, sem fornecer mais pormenores.

O Presidente norte-americano, Joe Biden, nomeou uma nova embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, a diplomata Bridget Brink, que deverá ainda ser confirmada por uma votação do Senado.

Vários países europeus reabriram já as respetivas embaixadas em Kiev desde que a ofensiva russa começou, a 24 de fevereiro.

Com LUSA

SAIBA MAIS

ESPECIAL CONFLITO RÚSSIA-UCRÂNIA

Últimas Notícias