Guerra Rússia-Ucrânia

França aposta em rota de cereais ucranianos através da Roménia e Polónia

França aposta em rota de cereais ucranianos através da Roménia e Polónia
Anton Petrus

A França assinou um acordo de cooperação com a Roménia em meados de setembro para facilitar a exportação de cereais ucranianos por via terrestre, ferroviária e fluvial.

França quer apostar numa rota terrestre através da Roménia e da Polónia para a exportação de cereais ucranianos, depois de a Rússia ter suspendido o acordo que permitia o transporte através do Mar Negro.

A informação foi avançada hoje pelo ministro da Agricultura francês. Marc Fesneau adianta ainda que os franceses estão a trabalhar num sistema que não ponha todos os cereais nas mãos da boa vontade, ou neste caso, na má vontade de Vladimir Putin.

"Precisamos de trabalhar a nível europeu, muitas vezes discutimos que, se [os cereais] não podem passar pelo Mar Negro, podem passar por rotas terrestres", disse o ministro da Agricultura, Marc Fesneau, à RMC Radio, referindo-se a rotas pela Roménia e Polónia.

"Continuaremos a trabalhar por um sistema que não nos coloque nas mãos de Vladimir Putin", disse Fesneau.

A França assinou um acordo de cooperação com a Roménia em meados de setembro para facilitar a exportação de cereais ucranianos por via terrestre, ferroviária e fluvial.

No sábado, Moscovo anunciou que suspendia indefinidamente o acordo de exportação de cereais ucranianos conseguido por intermédio das Nações Unidas e da Turquia, na sequência de um alegado ataque ucraniano com drones durante a madrugada à frota russa no Mar Negro.

Turquia volta a assumir papel de mediador e pressiona Rússia sobre cereais

Entretanto o Presidente da Turquia afirma que o país vai continuar os esforços para cumprir com o acordo da exportação dos cereais pelo Mar Negro.

A Turquia mediou o acordo de julho passado e controlava atualmente a passagem dos navios pelo estreito do Bósforo.

Loading...
Últimas Notícias
Mais Vistos