Guerra Rússia-Ucrânia

“Ai mãezinha, a minha mãezinha!”: míssil noturno deixa rasto de destruição em Mykolaiv

Loading...

Alertamos que as imagens podem chocar os espectadores mais sensíveis.

Apesar da libertação de Kherson, a guerra foi particularmente cruel na cidade vizinha de Mykolaiv. Pelo menos sete pessoas morreram depois do ataque de um míssil russo.

O ataque noturno, com um míssil S-300, atingiu em cheio um edifício residencial de cinco andares em Mykolaiv, no sul da Ucrânia. A Rússia diz ter apontado para um depósito de munições, na cidade que fica a 70 quilómetros de Kherson.

Avisados, os familiares dos feridos e mortos reagiram com revolta e emoção.

“Isto não pode ser verdade, ela hoje faz anos. Ai mãezinha, a minha mãezinha! Ela hoje faz anos”, soluça uma mulher ucraniana.

“Não me toquem, não quero viver! O meu filho!”, grita outra mulher.

O Presidente da Ucrânia não hesitou em classificar este ataque como mais um ato terrorista por parte da Rússia, no dia em que milhares de soldados russos abandonaram a região de Kherson.

Durante o dia foram também divulgadas as imagens do regresso à Ucrânia dos corpos de dois combatentes e de 45 soldados libertados pela Rússia.

Na região de Lugansk, controlada pela Rússia, foi levado a cabo o funeral coletivo dos 38 separatistas alvo de uma troca de prisioneiros com a Ucrânia.

O Kremlin confirmou que estão em curso negociações com a ONU relacionadas com o acordo de exportação de cereais no Mar Negro. Moscovo quer incluir os próprios cereais e fertilizantes na extensão do acordo, que expira a 19 de novembro.

Últimas Notícias
Mais Vistos