Guerra Rússia-Ucrânia

Ministra da Defesa considera ataques à Ucrânia "dos mais sérios" desde o início da guerra

Loading...
Helena Carreiras diz estar preocupada com os recentes ataques na Ucrânia.

A ministra da Defesa, Helena Carreira indica que os ataques que se registaram esta terça-feira na Ucrânia são motivo de "apreensão". A ministra reconhece que se tratam de "bombardeamentos muito sérios, dos mais sérios desde o início da guerra". Várias regiões ucranianas foram atingidas por mísseis no dia do discurso de Zelensky na cimeira do G20.

A ministra da Defesa disse que a União Europeia tem noção de que não se deve "subvalorizar" a capacidade da Rússia, apesar dos recentes progressos das forças ucranianas.

Na ótica da ministra da Defesa, a guerra na Ucrânia encontra-se numa fase de "recomposição e regeneração de forças" russas e, por isso, adianta que é preciso estarmos atentos.

A ministra especificou que o apoio à Ucrânia deve prosseguir "tanto no plano material, que é muitíssimo importante e decisivo para uma possível vitoria da Ucrânia, como também no plano das narrativas", designadamente a forma como se explica às próprias opiniões públicas "por que é que é importante continuar a apoiar a Ucrânia", no que isso representa em termos de defesa dos valores europeus, soberania, independência e a possibilidade de os países terem a sua integridade territorial e liberdade asseguradas.

Últimas Notícias