I Liga

Jornada 13 da I Liga. Três grandes entram em campo esta sexta-feira

STOCKSNAP

Sporting viu adiado o jogo com o Nacional.

O líder Sporting, que viu adiado o jogo com o Nacional, e os 'perseguidores' FC Porto e Benfica entram esta sexta-feira em ação na 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O encontro dos 'leões', que somam 32 pontos, estava agendado para quinta-feira, mas foi adiado para esta sexta, às 18:00, devido às más condições atmosféricas na Madeira, que impossibilitaram a início da partida que iria abrir a ronda.

FC Porto e Benfica também entram em campo

FC Porto e Benfica, que dividem o segundo lugar, ambos com 28 pontos, também realizam esta sexta-feira as respetivas partidas. Às 19:00, o Benfica, que na última jornada empatou (1-1) nos Açores com o Santa Clara, recebe no Estádio do Luz o Tondela, atual 13.º classificado e equipa que ainda não venceu fora (um empate e quatro derrotas).

Duas horas depois, às 21:00, é a vez do FC Porto jogar no campo do Famalicão, onde vai tentar somar a sétima vitória consecutiva no campeonato, nona em todas as provas, num terreno em que foi derrotado na última temporada (2-1).

A equipa da casa, que foi a surpresa da última edição da I Liga, está no 14.º lugar, com 11 pontos, e tem apenas um triunfo nos seis jogos realizados no seu campo. Ao todo, o Famalicão leva cinco encontros seguidos sem vencer na prova, incluindo três desaires.

Rio Ave e Portimonense tentam distanciar-se dos últimos lugares

Também hoje, às 19:00, em Vila do Conde, Rio Ave e Portimonense, ambos com 11 pontos, tentam distanciar-se dos últimos lugares, sendo que os algarvios ganharam um importante 'fôlego' na última jornada, vencendo o 'vizinho' Farense e saindo da zona de despromoção.

Apesar do adiamento do Nacional-Sporting, a ronda 13 arrancou mesmo na quinta-feira, mas com a vitória do Sporting de Braga frente ao Marítimo (2-1), que permitiu aos minhotos ficarem, provisoriamente, a um ponto de FC Porto e Benfica.

  • Regresso ao futuro

    Opinião

    "Queremos assegurar que os novos líderes estão unidos por um conjunto de valores que torna claro que a liderança não é sobre ego" (David Simas, Presidente da Fundação Obama)

    Germano Almeida