I Liga

Benfica-FC Porto é jogo cartaz em ronda que líder Sporting pode "capitalizar"

ESTELA SILVA

Leões podem ficar ainda mais perto do título, segundo lugar ainda não está garantido.

O clássico de quinta-feira entre Benfica e FC Porto é o jogo cartaz da 31.ª jornada da I Liga de futebol, que tem no Sporting outro interessado, com os 'leões' a poderem ficar ainda mais perto do título.

A quatro jornadas do final, o embate entre Benfica e FC Porto tem não só em jogo a questão da luta pelo título - os 'dragões' estão em melhor posição -, como também a luta pelo segundo lugar, que dá acesso direto à Liga dos Campeões.

Na quinta-feira, no Estádio da Luz (18:30), o FC Porto entra no 'clássico' já a saber o resultado dos 'leões', líderes com mais seis pontos, que na quarta-feira jogam em casa do inesperadamente 'aflito' Rio Ave.

Segundo lugar ainda não está garantido

Se, por um lado, os 'dragões' ainda 'sonham' com o título, tarefa que se afigura cada vez mais difícil perante um Sporting que continua invicto, por outro, têm as 'águias' mais perto, a quatro pontos, e o segundo lugar ainda não garantido.

Para o clássico na Luz, o FC Porto não deve contar com o mexicano Jesus Corona, lesionado no último jogo, e o Benfica também não deverá ter o marroquino Adel Taarabt, enquanto Jorge Jesus espera ter Darwin, que falhou, por lesão, a ida a Tondela.

Outra ausência de peso no FC Porto deverá ser a do treinador Sérgio Conceição, castigado com 21 dias de suspensão, depois de ser expulso após o empate na 29.ª ronda em casa do Moreirense (1-1), e que já falhou a receção ao Famalicão (3-2).

A jornada também poderá significar o adeus matemático do Benfica na corrida ao título, um cenário que apenas não se confirmará já se os 'leões' fizerem pior resultado do que os 'encarnados'.

Sporting dá passo importante na caminhada para o título

Na quarta-feira, em Vila do Conde (21:15), o Sporting tenta capitalizar, por antecipação, o embate entre os principais rivais, dando um passo muito importante na caminhada para o título que lhe escapa há 18 épocas, frente a um Rio Ave em dificuldades.

Um triunfo em Vila do Conde, conjugado com um desaire do FC Porto, deixaria a equipa de Rúben Amorim a apenas um ponto da conquista do título, mas, do outro lado, surge uma equipa vila-condense muito longe do quinto lugar da última época e com dois pontos apenas acima do lugar do 'play-off' de descida, ocupado pelo Boavista.

Também na quarta-feira, um pouco antes, o Sporting de Braga recebe o Paços de Ferreira (19:00), em jogo que opõe os quarto e quinto classificados, respetivamente, depois de os bracarenses perderem os dois últimos jogos.

A equipa de Carlos Carvalhal está 10 pontos acima do Paços e tem o Benfica a oito pontos, no terceiro lugar, que dá acesso à pré-eliminatória da 'Champions', posição que já esteve mais acessível para os minhotos.

Várias equipas em risco

Em outros jogos da ronda, as 'contas' da descida vão prevalecer, com várias equipas em risco e entre as quais o Nacional, 18.º e último, que nesta ronda visita na quinta-feira o Moreirense (oitavo).

Um pouco acima e igualmente 'aflito' está o Farense (17.º), que, apesar de alguma recuperação nas últimas jornadas (dois empates e uma vitória), mantém-se em zona de despromoção e recebe o Vitória de Guimarães (sexto).

O Boavista (16.º), em lugar de 'play-off', fecha a ronda na sexta-feira, com a receção ao Tondela (nono), a partir das 21:15, enquanto o Famalicão (14.º), recebe duas horas antes o Santa Clara (sétimo).

Programa da 31.ª jornada:

Quarta-feira, 5 mai:

  • Marítimo - Gil Vicente, 19:00.
  • Sporting de Braga - Paços de Ferreira, 19:00.
  • Rio Ave - Sporting, 21:15.

Quinta-feira, 6 mai:

  • Moreirense - Nacional, 15:00.
  • Belenenses SAD - Portimonense, 17:00.
  • Benfica - FC Porto, 18:30.
  • Farense - Vitória de Guimarães, 20:30.

Sexta-feira, 7 mai:

  • Famalicão - Santa Clara, 19:00.
  • Boavista - Tondela, 21:15.

► I Liga: calendário e classificação

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia