I Liga

Última jornada da I Liga não vai ter público 

Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães

Paul Childs

Liga considera que não estão reunidas as condições para a realização dos teste-piloto.

A última jornada do campeonato nacional afinal não terá publico nas bancadas, de acordo com um comunicado emitido esta segunda-feira pela Liga de Clubes.

A Liga considera que não estão reunidas as condições para a realização dos testes-piloto:

"A Direção da Liga Portugal CONSIDERA não estarem reunidas as condições de segurança, de equidade e logísticas para a realização de testes-piloto com púbtlco na última jornada da Liga NOS."

A decisão foi tomada após uma reunião da direção da Liga Portugal, de onde saiu uma decisão unânime.

"Com diversos objetivos desportivos ainda em aberto, permitir que apenas uma parte das equipas pudessem ter o seu público presente nesta jornada decisiva, constituiria uma grave entorse à verdade desportiva e à equidade entre os competidores", diz a liga.

No comunicado, adianta ainda que estão a ser feitos contactos com as autoridades de saúde para que seja retomada, progressivamente, a normalidade das assistências de público nos estádios, a partir do início da próxima época.

Na passada semana, a Liga de Clubes tinha anunciado que o público ia voltar aos estádios de futebol na última jornada.

Apenas nove equipas da Primeira Liga iam poder abrir parte das bancadas na última jornada do campeonato. Só seria permitida a ocupação de 10% da lotação dos estádios e o acesso seria exclusivo aos adeptos da equipa da casa que apresentassem teste negativo à covid-19.

Estes seriam eventos-teste, à semelhança do que aconteceu com a seleção em outubro, no Estádio de Alvalade, e em alguns jogos das competições europeias em setembro.

Regresso do público aos estádios "tem vindo a ser trabalho há muito tempo"

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto explicou, na altura, que o regresso do público aos estádios é algo que já está a ser trabalhado há vários meses.

"O público faz parte do espetáculo desportivo e merece estar no espetáculo desportivo."