Incêndios em Portugal

Três feridos no combate ao fogo em Tomar e Abrantes

Loading...
Incêndios controlados ao final da manhã de segunda-feira.

Dois bombeiros e um habitante ficaram feridos no combate aos incêndios que começaram, ontem à tarde, no concelho de Tomar e, minutos depois, alastraram ao de Abrantes. As chamas, que progrediram, com grande violência, obrigaram a evacuar uma praia fluvial e explorações agrícolas.

A primeira ignição, por volta das 17h00 na área das Olalhas do lado de Tomar, foi violenta, alimentada pelo vento. Tem, para já origem desconhecida. A desconfiança é grande, há dias houve fogo exactamente no mesmo lugar, mas a origem é, oficialmente, desconhecida.

A lavrar em zona de eucaliptal, perto de casas, o incêndio principal lançou pelo menos 6 projecções a centenas de metros que atravessaram o Zêzere e colocaram a outra margem em chamas, já no concelho de Abrantes. Estavam criados 2 grandes incêndios em condições complicadas.

E foi nessa defessa, num momento de progressão mais violenta, que dois combatentes, de Vila Nova da Barquinha sofreram ferimentos ligeiros.

O combate obrigou à dispersão de meios. Aviões e helicópteros depressa aterraram. Ficou à mão a tarefa de resolver e à vista a preocupação de quem aqui mora.

Onde começou cedeu primeiro, foi dominado ao início da madrugada.

As frentes de Abrantes mantinham indesejado vigor. Ao longe, nos montes, lugar do posto de comando avançado do Incêndio de tomar.

A festa da aldeia tremeu mas não caiu. Foi-se fazendo na mesma mas mais gente do que seria de esperar.

Últimas Notícias
Mais Vistos