Incêndios na Amazónia

Brasil recusa oferta do G7 para o combate aos incêndios na Amazónia 

Brasil recusa oferta do G7 para o combate aos incêndios na Amazónia 

Ministro da Defesa brasileiro diz que situação na Amazónia está sob controlo.

O Governo brasileiro rejeitou a ajuda de cerca de 18 milhões de euros oferecida pelo G7 para o combate aos incêndios na Amazónia.

A Procuradoria-Geral da República brasileira está a investigar a possibilidade de os fogos terem tido mão criminosa.

Um dos casos que está sob investigação é o do chamado "Dia do Fogo", uma alegada convocatória para fazer queimadas na Amazónia.

Segundo a revista Globo Rural, essa convocatória foi feita através de aplicações de mensagens, usadas por agricultores e 'grileiros' da região de Altamira e Novo Progresso, no Estado do Pará.

A "grilagem" é, no Brasil, a falsificação de documentos para ilegalmente tomar posse de terras devolutas ou de terceiros.

A PGR declarou que ficou decidido naquela reunião que as queimadas vão ser investigadas de forma coordenada pelos diferentes ramos do Ministério Público.