Insólitos

Pescadores australianos salvam fugitivo nu de águas infestadas por crocodilos

Reprodução Youtube

Homem disse que se tinha perdido.

Dois pescadores australianos resgataram no domingo, nos arredores da cidade de Darwin, um fugitivo que encontraram nu, sentando num galho de uma árvore, numa zona conhecida por ser o habitat natural de crocodilos. O homem, de 40 anos, foi salvo depois de ter gritado por ajuda e de ter sido ouvido pelos pescadores.

Estava coberto de lama, cortes e picadas de inseto quando foi encontrado. Contou que se tinha perdido há quatro dias, tendo sobrevivido ao alimentar-se de caracóis. Sobre a sua nudez, disse apenas que tinha necessitado de usar a roupa para “pequenas coisas ao longo do caminho”.

“Não fez sentido para nós”, revelou um dos pescadores sobre a justificação apresentada pelo fugitivo para a nudez. Conta ainda que o homem de 40 anos tinha feito um “ninho” na árvore, a um metro de altura da água.

“Havia crocodilos na água, portanto ele saiu-se bem a sobreviver.” cita a Associated Press.

A verdadeira identidade

Os pescadores hesitaram recebê-lo a bordo do barco, mas depois de se aperceberam da quantidade de cortes que tinha pelo corpo e que estava desidratado, decidiram resgatá-lo. Acharam que “teria tido uma grande festa de Ano Novo” e que se tinha perdido.

À espera do trio estava uma ambulância que transportou o homem para o hospital, onde permaneceu sob vigilância da polícia. Tinha saído em liberdade sob o pagamento de uma fiança depois de ser acusado de assalto à mão armada.

Ao The Guardian, um porta-voz da polícia australiana adiantou que o homem, Luke Voskresensky, foi novamente detido e acusado de violar a liberdade provisória. Será ouvido em tribunal a 9 fevereiro. Um dos pescadores contou à imprensa que se recusou a visitar o homem no hospital depois de ter descoberto a sua identidade.