Insólitos

Homem paga mais de 12 mil euros para visitar a Disney e é detido na primeira noite

Disney World Flórida, EUA

Charles Sykes

Tudo porque terá recusado que lhe medissem a temperatura à entrada de um dos complexos do parque.

Kelly Sills pagou 15 mil dólares (cerca de 12.694 euros) por umas férias em família na Disney World, na Florida, Estados Unidos. A viagem devia durar cinco dias, mas o homem de 47 anos, residente em Baton Rouge, foi detido pela polícia na primeira noite.

De acordo com as autoridades, Sills terá recusado que lhe medissem a temperatura à entrada de um complexo do parque, uma exigência feita a todos os hóspedes por causa da pandemia de covid-19, e acabou por ser acusado de invasão de propriedade.

Kelly Sills decidiu ir ao restaurante The Boathouse, inserido na Disney Springs - um centro com lojas, restaurantes e teatro dentro do complexo da Disney World. Quando foi confrontado pelas autoridades, gritou que tinha pago muito dinheiro pela viagem.

"Paguei 15 mil dólares, não me podem acusar de invasão quando eu paguei este valor", disse.

Em entrevista ao jornal The Washington Post, Sills disse que teria "alegremente" permitido que medissem a sua temperatura, mas conta que se confundiu e, por isso, usou uma das vias de saída para entrar no local. O homem culpou os funcionários responsáveis pela segurança do parque pelo sucedido.

Sills comparou ainda a segurança da Disney Wordl a nazis e mafiosos. Contudo, mais tarde, admitiu que, nesse dia, estava "um pouco mal-humorado" por causa da viagem.

Ainda assim, declarou-se sempre inocente.