Insólitos

Deputado canadiano aparece acidentalmente nu durante sessão online do Parlamento

O deputado William Amos já reconheceu que cometeu "um erro muito infeliz" e que está "envergonhado por isso".

Um deputado canadiano apareceu acidentalmente nu durante uma sessão virtual da Câmara dos Comuns, como conta a ABC News.

William Amos, que representa o Partido Liberal, já veio pedir desculpa, explicando que não se tinha apercebido que a câmara estava ligada, enquanto trocava de roupa no escritório.

O deputado reconhece que cometeu "um erro muito infeliz" e que está "envergonhado por isso".

"A minha câmara foi acidentalmente deixada ligada enquanto trocava para a roupa de trabalho, depois de ter ido fazer uma corrida. Peço desculpa sinceramente a todos os meus colegas nesta Câmara. Foi um erro e não vai acontecer de novo."

A deputada da oposição, Claude DeBellefeuille, já reagiu ao que aconteceu e lembrou a importância de respeitar o "dress code" do Parlamento.

"Hoje atingimos um novo recorde. Vimos um membro durante o Período de Perguntas mal vestido - isto é, sem roupa. Vimos que o membro estava em muito boa forma, mas acho que este deve ser lembrado do que é apropriado", disse a deputada.

Anthony Rota, presidente da Câmara dos Comuns, agradeceu a DeBellefeuille pelas suas "observações" e esclareceu que, embora não tivesse visto nada, verificou com os técnicos e confirmou que eles viram algo. Rota recordou aos deputados que devem estar sempre vigilantes quando estiverem perto de uma câmara ou microfone.

Veja também:

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros