Insólitos

A requintada receita das batatas fritas mais caras do mundo

Facebook - @serendipity3

Cada prato deste petisco custa 200 dólares.

Quando o empregado do restaurante Serendipity3, em Nova Iorque, lhe perguntar se quer batatas fritas a acompanhar, é melhor pensar duas vezes. Este petisco tem uma nova receita e custa 200 dólares por prato (cerca de 170 euros). São – depois da validação do Livro de Recordes do Guiness – as batatas fritas mais caras do mundo.

O prato chama-se Crème de la Crème Pommes Frites e a receita é para lá de requintada: as batatas começam por ser escaldadas em vinagre e champanhe e, depois, são fritas, duas vezes, em gordura pura de ganso – não em óleo. Este processo dá ao petisco uma camada crocante por fora e uma textura fofa por dentro.

Além das batatas, as trufas são também as estrelas. O prato é servido com trufas, temperado com óleo de trufa, acompanhado por finas fatias de trufas.

O petisco vem num prato de cristal, decorado com orquídeas e salpicado com ouro comestível. Tem também um queijo Mornay e um molho à base de trufas.

O Livro de Recordes do Guiness confirmou que este é o prato de batatas fritas mais caro do mundo. E não se trata do primeiro recorde mundial que o restaurante Serendipity3 alcança: a ementa já integra o hambúrguer mais caro do mundo, que custa 295 dólares (cerca de 250 euros) e um gelado de 1.000 dólares (847 euros).

Devido à covid-19, o restaurante teve de fechar portas temporariamente e a nova receita de batatas fritas é a grande novidade para o regresso à atividade. E as batatas são já um sucesso: o espaço tem uma lista de espera de oito a dez semanas para experimentar as Crème de la Crème Pommes Frites.