Jogos Olímpicos

Tóquio 2020. Portugal termina em oitavo na final de ensino em equestre

TIAGO PETINGA

Cavaleiros Maria Caetano, Rodrigo Torres e João Miguel Torrão conquistaram 6.965,5 pontos.

A seleção portuguesa de ensino em equestre concluiu, esta terça-feira, o Grand Prix Special dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 na oitava posição e assegurou mais um diploma olímpico para a comitiva portuguesa, ao terminar entre os oito primeiros classificados.

Depois de se terem qualificado na sétima posição, os cavaleiros Maria Caetano, Rodrigo Torres e João Miguel Torrão conquistaram 6.965,5 pontos e foram ultrapassados pela Espanha (7198,5), que os relegou para o oitavo posto, que confirmou o diploma para a equipa.

No Parque Equestre de Tóquio, a Alemanha conquistou a prova, com 8.178 pontos, seguido dos Estados Unidos (7.747), medalha de prata, enquanto a Brã-Bretanha (7.723) ficou com o lugar mais baixo do pódio.

Na quarta-feira, Rodrigo Torres vai disputar a final individual do concurso de ensino, a partir das 17:30 locais (09:30 em Lisboa).

Portugal regressou esta terça-feira a uma final olímpica de equipas em ensino, após Pequim 2008, quando Daniel Pinto, Carlos Pinto e Miguel Ralão Duarte, que desistiu da prova porque a égua mostrou medo do ecrã instalado no recinto.

Antes, nesta disciplina, Portugal conquistou uma medalha de bronze, em Londres 1948, por Francisco Valadas Jr., Fernando Paes e Luís Mena, tendo os dois primeiros também chegado à final em Helsínquia 1952, então com Reimão Nogueira.

A SIC EM TÓQUIO

Veja também: