Jogos Olímpicos

Tóquio 2020. Nelson Évora falha final do triplo salto na despedida da competição

DIEGO AZUBEL/ LUSA

No concurso olímpico do triplo salto participam ainda os estreantes Pedro Pablo Pichardo, já qualificado para a final, e Tiago Pereira.

O português Nelson Évora ficou-se esta terça-feira pela qualificação para a final do final do triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, com 15,39 metros, na despedida competitiva do campeão em Pequim 2008.

Aos 37 anos, e três meses depois de ter sido operado ao joelho esquerdo, Nelson Évora não foi além de 15,39 e dois saltos nulos, falhando a qualificação para a final, reservada para quem saltar pelo menos 17,05 metros ou para os 12 melhores.

Nelson Évora chegou aos seus quartos Jogos Olímpicos, depois do ouro em Pequim 2008, do sexto lugar no Rio 2016 e do 40.º posto em Atenas 2004, tendo 15,93 metros como melhor marca do ano.

O campeão da Europa em pista coberta, em 2015 e 2017, e ao ar livre, em 2018, tem como recorde pessoal 17,74 metros, alcançados em Osaka, no Japão, onde se sagrou campeão do mundo, em 2007.

JOSÉ COELHO/ LUSA

A SIC EM TÓQUIO

CONSULTE AQUI O MEDALHEIRO OLÍMPICO