Legislativas 2019

Tribunal recusa lista do partido Iniciativa Liberal por ter excesso de mulheres

Tribunal exigiu que substituíssem algumas das mulheres da lista por homens.

Um tribunal recusou as listas do partido Iniciativa Liberal por terem excesso de mulheres.

A recusa foi denunciada pelo próprio partido, que adiantou que o Tribunal da Comarca de Portalegre exigiu que substituíssem algumas das mulheres da sua lista por homens, "de forma a cumprir a lei das quotas".

Num comunicado, a Iniciativa Liberal garantiu que iria substituir duas mulheres para garantir que conseguisse concorrer pelos 22 círculos, naquelas que são as primeiras eleições legislativas do partido.

"Apesar de não concordarmos com a lei, iremos substituir duas mulheres na lista por dois homens. Não iremos deixar de dar aos eleitores de Portalegre a possibilidade de votar na Iniciativa Liberal apenas por discordarmos da lei."

As declarações foram feitas por Carlos Guimarães Pinto, líder do partido que foi fundado em 2017.