Legislativas 2019

Costa acusa BE de irrealismo, Catarina Martins afirma que PS não apresenta contas

NUNO FOX

Alguns temas causaram tensão no debate entre António Costa e Catarina Martins.

O secretário-geral do PS considerou esta sexta-feira que o Bloco de Esquerda apresenta um programa irrealizável com aumento drástico da despesa, enquanto a coordenadora bloquista acusou os socialistas de terem um programa com falta de contas.

Estas críticas entre António Costa e Catarina Martins foram trocadas na RTP, num debate com 36 minutos que decorreu de forma cordial, embora tenso em alguns momentos, especialmente quando se discutiram questões como as nacionalizações, carreiras da administração pública ou legislação laboral.

Quanto à reedição da atual solução política após as eleições legislativas, tanto António Costa como Catarina Martins remeteram o assunto para o voto dos portugueses no dia 6 de outubro.

"O Bloco de Esquerda nunca faltou à estabilidade da vida das pessoas", declarou a coordenadora bloquista.

Já António Costa, por duas vezes, procurou deixar a seguinte garantia:

"O muro que derrubei há quatro anos, a porta de diálogo [à esquerda] que abri há quatro anos não vou fechá-la agora".

"Iremos continuar a conversar seja qual for o resultado eleitoral. Não vou estar nesta campanha eleitoral com a obsessão de ter maioria. Temos o objetivo de ser reforçados, porque é importante para o país, porque o PS é o garante do equilíbrio que permitiu a estabilidade nesta legislatura", disse.

Lusa