Legislativas 2019

1983: As eleições do Bloco Central

1983: As eleições do Bloco Central

Em 1983, PS e PSD unem-se num acordo inédito que fica para a História.

As legislativas são ganhas pelos socialistas liderados por Mário Soares e abrem caminho, pela primeira vez, a um entendimento inédito entre os dois maiores partidos, PS e PSD – presidido por Carlos da Mota Pinto -, que ficou para a história como Bloco Central.

Mário Soares torna-se primeiro-ministro e Mota Pinto o "número dois" do Governo.

O contexto do País continua a ser de crise, o que leva a mais uma intervenção do Fundo Monetério Internacional (FMI), a segunda depois de 1978.

O Executivo acaba por resistir pouco menos de três anos, não sobrevivendo à mudança de líder do PSD, que elege Cavaco Silva para substituir Mota Pinto, entretanto falecido.

Os parceiros políticos desentendem-se. Mário Soares demite-se. No final, o Governo cai, por decisão do Presidente Ramalho Eanes.

Ficha técnica:

  • Jornalista: Carolina Botelho Pinto
  • Grafismo: Paulo Alves
  • Produção: Diogo Amador
  • Edição executiva de Tecnologia de Informação: Patrícia Moreira
  • Coordenação: Sandra Varandas
  • Pesquisa: Gesco e Arquivo SIC
  • O Milagre de Jesus
    25:48