Legislativas 2019

1987/91: As maiorias absolutas do PSD

1987/91: As maiorias absolutas do PSD

O PSD consegue a primeira maioria absoluta na história da democracia portuguesa, em julho de 1987.

Nestas eleições, o PSD de Cavaco Silva consegue 50% dos votos e o PS fica reduzido a 22%, menos de metade da votação dos sociais-democratas. O PDR é um dos derrotados e o PCP, que concorre na coligação CDU, torna-se na terceira força política. Outros dos grandes derrotados é o CDS, que consegue eleger apenas quatro deputados.

Este é o primeiro Governo no pós-25 de Abril a completar o tempo normal de uma legislatura: quatro anos.

As eleições de 1991 confirmam a hegemonia do PSD e de Cavaco Silva, depois de uma legislatura completa e de "coabitação pacífica" com o Presidente Mário Soares, e na qual se faz uma revisão constitucional que dita a redução do número de deputados para 230, menos 20 do que até então.

Estas legislativas ditam também a eleição de Manuel Sérgio, do PSN, que se apresenta como partido dos reformados, e à Esquerda, o PSR quase elege um deputado (Francisco Louçã), em Lisboa. O PS com Jorge Sampaio recupera, mas o CDS continua com 4%.

Ficha técnica:

  • Jornalista: Carolina Botelho Pinto
  • Grafismo: Paulo Alves
  • Produção: Diogo Amador
  • Edição executiva de Tecnologia de Informação: Patrícia Moreira
  • Coordenação: Sandra Varandas
  • Pesquisa: Gesco e Arquivo SIC