Legislativas 2019

CDS cancela campanha a partir das 15:00 de sexta-feira devido à morte de Freitas

CDS cancela campanha a partir das 15:00 de sexta-feira devido à morte de Freitas

Arruada pela baixa de Lisboa e festa comício foram canceladas.

O CDS-PP cancelou a campanha eleitoral para as legislativas a partir das 15:00 de sexta-feira devido à morte de Diogo Freitas do Amaral, fundador do partido, que morreu esta quinta-feira aos 78 anos.

O anúncio foi feito pela presidente do CDS, Assunção Cristas, num comício, em Gondomar, Porto, que deveria ter sido de encerramento da campanha, mas foi transformado em jantar evocativo do fundador e do ex-vice-primeiro-ministro.

O dia de campanha na sexta-feira vai ficar, assim, reduzido a às ações da manhã nas Caldas da Rainha (Leiria), às 11:00, e ao almoço em Setúbal, às 14:00. Ficam anuladas a arruada pela baixa de Lisboa e a festa comício em frente à sede do partido, no Largo Adelino Amaro da Costa, também na capital.

Assunção Cristas vai participar nas cerimónias fúnebres de Freitas e anulou a sua ida a Roma, Itália, para assistir à imposição do barrete cardinalício a José Tolentino de Mendonça, no sábado, dia em que se realiza o funeral do fundador do CDS.