Legislativas 2019

Morte de Freitas do Amaral obriga a alterações no último dia de campanha eleitoral

AP

PS e PSD descem Chiado no fim da campanha, restantes partidos de norte a sul.

O último dia de campanha eleitoral, marcado pelo velório de Freitas do Amaral, terá a descida do Chiado, em Lisboa, por parte de PS e PSD como ponto principal, com BE, CDU, CDS e PAN entre Braga e Setúbal.

Depois de vários dias marcados pelo "caso Tancos", a morte de Diogo Freitas do Amaral obrigou a algumas mudanças de planos nas campanhas dos vários partidos.

O fundador do CDS e antigo ministro Diogo Freitas do Amaral morreu na quinta-feira, aos 78 anos. O seu corpo vai estar em câmara ardente a partir das 17:00 de hoje, no Mosteiro dos Jerónimos, onde se realizará uma missa de corpo presente, às 19:00.

A campanha do PS, que tem a descida do Chiado, em Lisboa, marcada para as 14:30, sofreu "ajustamentos" em função da morte de Freitas do Amaral, sendo evitadas "manifestações mais festivas", afirmou na quinta-feira António Costa.

Depois da descida do Chiado, a comitiva do PS segue para o Porto, onde terá o comício de encerramento da campanha, no Coliseu, às 21:30.

Já o PSD, que desce o Chiado às 18:00, vai fazê-lo "sem barulho", disse na quinta-feira aos jornalistas o presidente Rui Rio. Os sociais democratas cancelaram também o comício de encerramento da campanha eleitoral, que estava marcado para as 19:00 no largo do Carmo, também em Lisboa.

No CDS, a campanha foi suspensa no período da tarde, em virtude da morte de Freitas do Amaral. A presidente do partido, Assunção Cristas, disse na quinta-feira que o partido mantém apenas uma ação de campanha, de manhã, nas Caldas da Rainha e um almoço em Setúbal, anulando uma descida do Chiado e um comício de encerramento na sede do partido, no Largo Adelino Amaro da Costa, que estavam previstas para a tarde de hoje.

Na foz do Sado estará também o BE, com uma arruada que tem início na praça do Bocage pelas 17:45, e que contará com a presença da coordenadora Catarina Martins, seguindo-se o jantar de encerramento da campanha, no Clube Naval Setubalense.

A CDU centra o seu último dia de campanha a norte, com uma visita a uma pedreira em Penafiel, um almoço no Porto e uma arruada com início na praça da Liberdade e que terá o seu ponto principal na rua de Santa Catarina, e termina a campanha em Braga, com Jerónimo de Sousa.

O porta-voz do PAN (Pessoas - Animais - Natureza), André Silva, concentra o seu último dia de campanha na capital com ações de campanha que abordam temas como o Ensino, a Habitação, o apoio à vítima e animais, e encerra a campanha eleitoral com um jantar.

Nos partidos sem assento parlamentar, a Aliança encerra com uma arruada na zona do Saldanha, em Lisboa, ao passo que o PDR, em Lisboa, faz uma arruada no mercado da Ribeira.

O Nós, Cidadãos! por Lisboa, visita a Associação Portuguesa do Apoio à Vítima (APAV) pelo meio dia, seguindo-se uma arruada às 14:30, e o Chega tem um jantar em Setúbal.

O Livre tem várias ações espalhadas pelo distrito de Lisboa, fechando o dia com uma "maratona de redes sociais", e a Iniciativa Liberal encerra a campanha no Porto, às 18:30, na Cordoaria.

Lusa

  • A Justiça do Castigo
    26:54
  • Os 50 anos de carreira de José Mário Branco
    4:56