Legislativas 2019

PPM assume não ter passado a mensagem e lamenta cobertura mediática desigual

RODRIGO ANTUNES

"Temos de alterar a tática para fazer chegar a nossa mensagem às pessoas."

O presidente do Partido Popular Monárquico (PPM) assumiu hoje que não conseguiu fazer passar a mensagem nestas eleições, mas lamentou que a cobertura mediática fosse tão desigual.

"Temos de alterar a tática para fazer chegar a nossa mensagem às pessoas", disse Gonçalo da Câmara Pereira à Lusa, a propósito da não eleição de qualquer deputado nas eleições legislativas disputadas domingo.

Para Gonçalo da Câmara Pereira, o PPM teve o mérito de durante décadas insistir na mensagem do ambiente, o que hoje é comum a quase todos os partidos.

O presidente do PPM diz que o partido está já a pensar nas próximas eleições: primeiro as regionais dos Açores e depois as autárquicas.

O PPM obteve 0,15% e 7875 votos nas eleições de domingo, perdendo metade do número de eleitores face às legislativas de 2015.

Lusa