Liga Europa 2017/2018

Sporting eliminou três equipas espanholas na Europa, a última há mais de 30 anos

Stringer .

O Sporting conta com três apuramentos face a equipas espanholas nas taças europeias de futebol, na antecâmara na 11.ª tentativa, a contar para os quartos de final da Liga Europa, mas já não segue em frente há três décadas.

Os leões superiorizaram-se ao Valência, em 1968/69, ao Sevilha, em 1983/84, e, pela última vez, ao Athletic Bilbau, em 1985/86, somando, depois disso, cinco eliminações, uma delas face ao Atlético de Madrid, que agora reencontra.

No único 'duelo' com os 'colchoneros', em 2009/10, o Sporting começou por arrancar um valioso empate a zero no Vicente Calderón, mas, depois, em Alvalade, caiu com um empate a dois face aos comandados do ex-técnico do Benfica Quique Flores.

A 18 de março de 2010, no Estádio José Alvalade, o avançado argentino Sergio 'Kun' Agüero, atualmente no Manchester City, foi o 'carrasco' dos 'leões', ao apontar os dois tentos dos espanhóis, aos três e 33 minutos.

A formação 'leonina', comandada por Paulo Bento, conseguiu responder, com golos brasileiros, de Liedson, aos 18 minutos, e Anderson Polga, aos 45+1, mas, na segunda parte, as tentativas de Saleiro e Pereirinha 'esbarraram' em De Gea.

Depois deste duelo, o Sporting caiu face ao Athletic, nas meias-finais da Liga Europa de 2011/12: venceu em casa por 2-1, mas cedeu em Bilbau por 3-1, num duelo decidido aos 88 minutos por Fernando Llorente, agora no Tottenham.

As outras eliminações, após o último apuramento, aconteceram face ao FC Barcelona, em 1986/87, à Real Sociedad, em 1988/89, e ao Real Madrid, em 1994/95.

Face aos catalães e aos madrilenos, a história, com oito anos de diferença, foi idêntica: derrota fora por 1-0 e insuficiente vitória em casa por 2-1, com a 'glória' em ambas as ocasiões a fugir 'por entre os dedos'.

Antes, o Sporting caiu ainda face ao Espanyol, em 1965/66, numa eliminatória em que chegou a ter quatro golos de avanço (2-1 em casa e 3-0 fora), e à Real Sociedad, nos 'quartos' da Taça dos Campeões (1-0 em Lisboa e 0-2 em San Sebastián).

A história dos apuramentos é mais curta e começou de forma dramática, em 1968/69: depois de golear em casa por 4-0, o Sporting deixou o Valência igualar a eliminatória, salvando-se no tempo extra, com um golo de Chico Faria, aos 112 minutos.

Em 1983/84, com Jozef Venglos ao comando, o apuramento, face ao Sevilha, só aconteceu aos 88 minutos da segunda mão, graças a um tento de António Oliveira, que fez o 3-2 em Alvalade, depois de uma igualdade a um golo na Andaluzia.

O único apuramento folgado aconteceu em 1985/86, na terceira ronda da Taça UEFA, sob o comando de Manuel José, isto apesar de, na primeira mão, o Athletic Bilbau ter chegado a 2-0, com tentos de Sarabia e Julio Salinas.

O inglês Ralph Meade logrou, porém, um importante golo no País Basco e, na segunda mão, a 11 de dezembro de 1985, em Alvalade, Manuel Fernandes, de penálti, o mesmo Meade e António Sousa selaram um categórico 3-0 para os 'leões'.

Além das 10 eliminatórias, o Sporting encontrou duas vezes o Real Madrid e outras tantas o FC Barcelona na fase de grupos da 'Champions', totalizando, em oito encontros, um empate - a dois, em 2000/01, na receção aos 'merengues' - e sete derrotas.

Na presente temporada, os comandados de Jorge Jesus defrontaram os catalães, perdendo por 1-0 em Alvalade, por culpa de um autogolo de Coates, e por 2-0 em Barcelona, onde marcaram Paco Alcácer e o ex-'Barça' Mathieu, também na própria baliza.

Lusa