Liga Europa

Liga Europa: Rangers e Eintracht Frankfurt disputam final inédita

16.05.2022 11:50

Rangers’ Dutch manager Giovanni van Bronckhorst (C) watches Rangers’ Welsh midfielder Aaron Ramsey (L) and Rangers’ Nigerian midfielder Joseph Ayodele-Aribo at a team training session at the Rangers Training Centre in Glasgow on May 12, 2022, ahead of their Europa League final football match against Eintracht Frankfurt on May 18th. (Photo by ANDY BUCHANAN / AFP) (Photo by ANDY BUCHANAN/AFP via Getty Images)

Vencedor ficará apurado diretamente para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Rangers e Eintracht Frankfurt defrontam-se na quarta-feira em final inédita da Liga Europa em futebol, com os escoceses ainda à procura da primeira conquista europeia e os alemães a quererem repetir o êxito de 1980.

A final tem a importância de representar a conquista de um troféu, mas também o grande aliciante de apurar o vencedor diretamente para a fase de grupos da milionária Liga dos Campeões.

O Rangers fechou a Liga escocesa na vice-liderança, atrás do campeão e rival Celtic, pelo que precisará de participar na terceira pré-eliminatória de apuramento na Champions, enquanto o Eintracht terminou a Bundesliga em 11.º e sem possibilidades de apuramento europeu.

Para os alemães, que contam no plantel com o avançado internacional português Gonçalo Paciência, a final em Sevilha pode significar também um segundo troféu europeu na sua história, depois de vencerem a antiga Taça UEFA, antecessora da Liga Europa.

Na ocasião, numa final ainda a duas mãos, a formação de Frankfurt garantiu a vitória devido à antiga regra dos golos fora, depois de ter perdido no terreno do Borussia Moenchengladbach por 3-2, e ter vencido em casa por 1-0.

Já o Rangers, chega a esta final no Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha, na expectativa de agarrar o troféu que lhe escapou em 2008, quando perdeu em Manchester frente aos russos do Zenit São Petersburgo (2-0).

Dessa final, mantêm-se na equipa escocesa o guarda-redes Allan Mcgregor, atualmente com 40 anos e habitual titular, e o médio norte-irlandês Steven Davis, de 37, também uma opção regular. Gerrard deixou o Rangers para assinar pelo Aston Villa, da Liga inglesa, e foi substituído pelo antigo internacional neerlandês Giovanni van Bronckhorst, um ex-jogador dos protestantes que orientou a equipa já na reta final da fase de grupos e na fase a eliminar.

Até chegar à final, os escoceses disputaram 16 jogos – entre os quais o play off inicial de apuramento e o de acesso aos oitavos de final -, mais quatro do que o Eintracht Frankfurt, apurado diretamente e líder na fase de grupos.

No percurso, o Rangers, que eliminou o Sporting de Braga nos quartos de final (derrota por 1-0 em Braga e vitória por 3-1, após prolongamento, em Glasgow), tem o argumento de ter afastado dois pesos pesados do futebol germânico. No play off de apuramento para os oitavos, a equipa afastou o Borussia Dortmund (vitória por 4-2 fora e 2-2 em casa) e, nas meias-finais, o Leipzig (derrota por 1-0 fora e vitória por 3-1 em casa).

Já o Eintracht Frankfurt, apesar de menos jogos, chega invencível à final sem uma única derrota nos 12 jogos disputados, com sete triunfos e cinco empates, num percurso em que, já na fase a eliminar, afastou Bétis, FC Barcelona e West Ham.

Apesar de inédita, a final será um reencontro europeu entre os emblemas, que se defrontaram na época de 1959/60, numa eliminatória em que os alemães se apuraram para a final da Taça dos Clubes Campeões Europeus (vitórias de 6-1 e 6-3).

A final da Liga Europa está agendada para a próxima quarta-feira, a partir das 20:00 (hora de Lisboa), no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha, e será arbitrada pelo esloveno Slavko Vincic.

SAIBA MAIS

Últimas Notícias