Massacre em Orlando

Divulgadas imagens feitas pela polícia no massacre de Orlando, EUA

As autoridades de Orlando (Florida, Estados Unidos) divulgaram gravações feitas por câmaras transportadas por agentes quando da matança na discoteca Pulse, em junho, informou a imprensa.

As cerca de duas horas de gravação revelam partes do interior do local onde o autor dos disparos , Omar Mateen, matou 49 pessoas e feriu mais 68, antes de ser abatido pela polícia.

Algumas das gravações em vídeo mostram a atividade dos agentes policiais no local, de onde saiam algumas pessoas feridas, como se pode comprovar pelas imagens.

Noutras imagens pode ver-se uma parte da casa de banho da discoteca, onde estão alguns agentes enquanto outro polícia entra para o interior de arma em punho. As gravações não mostram nem o atacante, nem pessoas mortas a tiro.

Na noite de 12 de junho, o norte-americano de origem afegã Omar Mateen, 29 anos, entrou armado na discoteca Pulse de Orlando, no centro da Florida, e disparou contra os presentes que estavam a participar numa festa latina.

O ataque foi considerado o pior com arma de fogo da história recente dos Estados Unidos.

Lusa