Qatar 2022: Polémicas

Protesto marca estreia da seleção inglesa no Mundial do Qatar

Protesto marca estreia da seleção inglesa no Mundial do Qatar
Pavel Golovkin/AP

Inglaterra entrou em campo, esta segunda-feira, pela primeira vez no Mundial do Qatar frente à seleção do Irão.

Contra todas as recomendações, e apesar de todas as ameaças, os jogadores ingleses manifestaram-se em campo contra a opressão no Qatar. A forma de protesto não era a prevista mas o que fizeram já está a correr o mundo.

Antes do apito inicial, os 11 jogadores ingleses ajoelharam-se em campo, um sinal de protesto pela urgência de serem respeitados os direitos humanos e a inclusão.

Recorde-se que os capitães de nove seleções manifestaram a sua intenção de usarem em campo a célebre braçadeira com as cores da bandeira LGBTI+, que promove a diversidade e inclusão. Mas a FIFA ameaçou mostrar um cartão amarelo aos jogadores mesmo antes do jogo começar.

Essa forma de protesto foi ao que parece posta de lado, mas os atletas fizeram-se ouvir de outra forma e em campo, antes do Inglaterra-Irão do grupo A, acabaram por usar o gesto contra o racismo e a homofobia popularizado pelo piloto Lewis Hamilton na Fórmula 1 e pelas maiores figuras do futebol americano.

Últimas Notícias
Mais Vistos