Muro de Berlim caiu há 30 anos

Presidentes de França e EUA saúdam "coragem" dos alemães há 30 anos

FRIEDEMANN VOGEL

"Há 30 anos, o Muro de Berlim não caiu. Ele foi abatido pela coragem de milhares de mulheres e homens".

O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o dos Estados Unidos, Donald Trump, saudaram este sábado a "coragem" dos alemães que levou à queda do muro de Berlim, há 30 anos, pondo fim à Guerra Fria e possibilitando a reunificação alemã.

Emmanuel Macron, que se deslocará a Berlim no domingo, fez eco da proposta da chancelaria alemã e prestou homenagem aos manifestantes da Alemanha de Leste que fizeram cair o muro.

"Há 30 anos, o Muro de Berlim não caiu. Ele foi abatido pela coragem de milhares de mulheres e homens apaixonados pela liberdade. Abriram a via da reunificação da Alemanha e da unidade da Europa. Estejamos à altura da sua coragem e sejamos dignos da sua promessa", escreveu o Presidente francês na rede social Twitter, numa mensagem em francês e alemão.

Já Donald Trump, numa nota no 'site' da Casa Branca, escreveu que "neste dia em 1989, homens e mulheres corajosos da Alemanha Oriental e Ocidental uniram-se para derrubar um muro que permaneceu ereto como um símbolo de opressão e de socialismo falhado por mais de um quarto de século".

"A Guerra Fria terminou há muito tempo, mas os regimes tirânicos no mundo continuam a utilizar as táticas de opressão do totalitarismo soviético que lançaram uma sombra duradoura sobre a História", escreveu ainda.

Apesar das relações entre os Estados Unidos e a Alemanha atravessarem um período complicado depois da chegada de Donald Trump à presidência norte-americana, Washington saudou hoje o seu aliado na NATO [Organização do Tratado do Atlântico Norte].

"Continuaremos a trabalhar com a Alemanha, um dos nossos mais preciosos aliados, para assegurar que o fogo da liberdade arda como um raio de esperança e de oportunidades pelo mundo inteiro", pode ler-se na mensagem de Trump.

A chanceler alemã, Angela Merkel, exortou hoje a Europa a defender os valores fundamentais da "democracia e liberdade" durante as comemorações do 30.º aniversário da queda do Muro de Berlim.

"Os valores subjacentes à Europa, liberdade, democracia, igualdade, Estado de direito e preservação dos Direitos Humanos não são óbvios" e "devem ser sempre defendidos", disse Merkel na Capela da Reconciliação, um dos locais de memória da divisão, com um muro, da cidade de Berlim, que durou desde agosto de 1961 a 09 de novembro de 1989, separando o lado democrático do lado comunista.

Lusa

  • Número de recuperados da Covid-19 em Portugal quase duplica

    Coronavírus

    O último balanço da DGS dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal. São mais 16 óbitos e 452 infetados em relação a ontem. A taxa de aumento diário de casos é de 4%, a mais baixa desde o início da pandemia. O número de recuperados subiu de 75 para 140. Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 637 mortes associadas ao novo coronavírus, o valor mais baixo num só dia desde 24 de março. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias