Operação Fizz

Orlando Figueira diz que guardava processos em casa porque desapareciam no DCIAP

Orlando Figueira diz que guardava processos em casa porque desapareciam no DCIAP

O procurador do Ministério Público, que está a ser julgado por corrupção, diz que guardava processos em casa porque no DCIAP desapareciam documentos e escutas. No segundo dia de julgamento da operação Fizz, Orlando Figueira assumiu a responsabilidade por ter sido preso e ainda houve tempo para situações insólitas na sala de audiências.

  • Governo alarga linhas de crédito. China sem mortes pela primeira vez desde janeiro

    Coronavírus

    A partir de amanhã, o Governo vai ter uma nova linha de crédito de 13 mil milhões de euros para empresas. O anúncio foi feito pelo ministro da Economia depois da reunião com a Concertação Social. A China não registou qualquer morte por Covid-19 nas últimas 24 horas. É a primeira vez que acontece desde janeiro, quando começaram as estatísticas sobre a pandemia do novo coronavírus em Wuhan. Siga aqui ao minuto as últimas informações.

    Direto