Orçamento do Estado

Ministro da Economia admite que efeitos da crise poderão ser mais duros

"Nós temos de estar preparados para tudo, mas as medidas que adotamos são para prevenir o pior".

O ministro da Economia admite que os efeitos da crise poderão ser mais duros do que o previsto e que as projeções económicas para este ano e para o próximo terão de ser atualizadas.

Em entrevista à TSF, Pedro Siza Vieira diz também que o país tem de estar preparado para uma eventual vaga de despedimentos.