Orçamento do Estado

OE2021. Bloco de Esquerda acusa Governo de intransigência 

Primeiro-ministro diz que principais exigências já estão no orçamento.  

O Bloco de Esquerda endurece o discurso e acusa o Governo de intransigência nas negociações do Orçamento do Estado para 2021.

O partido diz que está disponível para continuar a negociar, mas sublinha que as divergências são em questões fundamentais e não de pormenor.

O primeiro-ministro defende que as principais exigências já estão refletidas no documento, mas mostra-se disponível para negociar mais alterações.

Bloco de Esquerda revela sentido de voto a 25 de outubro

O BE vai decidir como vota o Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), na generalidade, na Mesa Nacional de 25 de outubro, anunciou esta quarta-feira a Comissão Política.

Segundo o comunicado da Comissão Política, que se reuniu na terça-feira à noite, "as negociações entre o Bloco de Esquerda e o governo com vista ao OE2021 não foram, infelizmente, bem-sucedidas até hoje", reiterando que as preocupações essenciais dos bloquistas "não têm resposta" na proposta que o Governo entregou no parlamento.

"A decisão sobre o voto do Bloco de Esquerda na votação da generalidade do OE2021 será tomada pela Mesa Nacional, que fica convocada para 25 de outubro de 2020", anuncia o mesmo órgão do partido.