Orçamento do Estado

Orçamento do Estado. PCP avisa que pode votar contra na votação final 

Partido vai abster-se na votação na generalidade.  

O PCP anunciou esta sexta-feira que vai abster-se na votação do Orçamento do Estado para 2021 na generalidade.

O Partido Comunista diz, no entanto, que esta posição não invalida um voto contra na votação final global, caso não sejam atendidas outras exigências que está a negociar com o Governo.

Entre as exigências estão o aumento de salários, o reforço de direitos dos trabalhadores, a subida do subsídio de desemprego e alargamento do âmbito da nova prestação social.

As exigências são muito semelhantes às apresentadas pelo Bloco de Esquerda. No entanto, o BE parece cada vez mais perto do voto contra, na próxima quarta-feira.

Face à recusa do Governo, o partido já desistiu de 19 das 35 propostas que levou para as negociações do orçamento. Revela que continua a insistir em 12 medidas, que não foram aceites, e que o Executivo só acolheu uma proposta por inteiro: a inclusão do falso trabalho temporário na lei contra a precariedade.

O Bloco de Esquerda só deverá anunciar a intenção de voto no domingo.