Orçamento do Estado

Setor da cerveja critica imposto para bebidas alcoólicas proposto no OE 2023

Loading...

Vinho escapa a esta subida da carga fiscal.

O setor da cerveja condena o aumento de 4% nos impostos para bebidas alcoólicas, proposto no Orçamento do Estado para 2023.

A associação que representa o setor considera este imposto injusto e discriminatório, uma vez que o vinho escapa a esta subida da carga fiscal.

Queixam-se de haver dois pesos e duas medidas e dizem que a proposta do aumento de 4% do imposto especial vai desequilibrar ainda mais o mercado interno das bebidas alcoólicas e prejudicar o setor da cerveja.

Para o setor, o Governo está a abrir as portas ao agressivo mercado espanhol que tem o imposto congelado desde 2005: “Lesa o interesse nacional porque vem abrir portas à cerveja espanhola”, afirma Francisco Gírio da Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja.

O setor, que gera mais de 50 mil postos de trabalho diretos e indiretos, quer do Governo um pacto de estabilidade fiscal de médio prazo
e acesso a taxas mais baixas de imposto especial para a cerveja artesanal até um determinado limite de produção anual.

Últimas Notícias
Mais Vistos