Palavras para Quê...?

Palavras para Quê...?

Mural do artista J. Warx, representando o rei emérito Juan Carlos, na parede de uma rua de Valência, Espanha, a 6 de agosto, dias após o ex-monarca anunciar sua decisão de deixar o país, numa altura em que é alvo de investigações devido a suspeitas de corrupção.

Biel Aliño/ EPA

  • Marcelo Rebelo de Sousa: aprender a perder para depois ganhar o país

    Presidenciais

    Marcelo Rebelo de Sousa foi um predestinado. Nasceu e cresceu à boleia da ditadura, mas a sua luta foi pela democracia. Parecia não alimentar a vontade de alcançar altos cargos políticos e chegou mesmo a invocar o nome de Deus em vão: "Nem que Cristo desça à Terra!", dizia Marcelo. Declarou também que dez anos como Presidente da República era muito tempo. Mas ei-lo de novo a contrariar-se e a seguir o caminho que já lhe vinha a ser apontado.

    Ana Luísa Monteiro