Presidência da UE

Presidência portuguesa da UE debate desafios e oportunidades do hidrogénio

Olemedia

O Governo pretende apostar no hidrogénio como uma das formas de descarbonizar a economia.

A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) organiza esta quarta-feira uma conferência de alto nível para debater a importância do setor do hidrogénio na criação de "novas oportunidades económicas, industriais, científicas e tecnológicas".

Entre os oradores da conferência, que irá decorrer em formato digital, encontram-se representantes de alto nível dos governos dos Estados-membros da UE e da Comissão Europeia, bem como responsáveis de empresas e entidades reguladoras que irão explorar "as novas oportunidades económicas, industriais, científicas e tecnológicas no setor do hidrogénio".

De acordo com uma nota divulgada pela presidência do Conselho da UE, durante o evento "pretende-se ainda abordar as políticas e estratégias para fomentar o mercado global para o hidrogénio, bem como explorar a visão internacional sobre os desafios e as oportunidades no setor, os respetivos mecanismos de apoio e a promoção de cadeias de valor sustentáveis".

Em entrevista à Lusa a propósito desta conferência, o ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, reiterou a aposta do Governo no hidrogénio como uma das formas de descarbonizar a economia e garantiu que Portugal vai ser um país exportador de energia, apoiado no hidrogénio (obtida da água -- formada por oxigénio e hidrogénio -- por eletrólise), uma estratégia que está a criar uma "movida" junto de investidores.

O ministro do Ambiente e a comissária europeia da Energia, Kadri Simson, intervirão na sessão de abertura, prevista para as 09:00 (hora de Lisboa), enquanto o Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, estará presente na sessão de encerramento, prevista para as 16:20.