Protestos na Catalunha

França ameaça usar a força se estrada não for desbloqueada

Rafael Marchante

Independentistas da Catalunha voltaram aos protestos e cortaram a autoestrada que liga Catalunha a França.

A polícia francesa advertiu esta segunda-feira que os manifestantes independentistas catalães que cortaram a autoestrada entre Espanha e França em La Jonquera devem levantar o bloqueio, caso contrário as autoridades recorrerão à força para desimpedir a via.

Os manifestantes, convocados pelo grupo "Tsunami Democràtic", que apela a ações de desobediência civil em protesto contra a condenação judicial de independentistas catalães, entraram em território francês e forças antimotim da polícia francesa foram destacadas para o local.

Ao princípio da tarde, os manifestantes estavam sentados no asfalto da AP7, junto a Girona, em frente do cordão policial francês.

Para bloquear a passagem na fronteira, os manifestantes utilizaram automóveis, entretanto retirados pela polícia ou pelos próprios, e construíram barricadas com materiais de obras.

O protesto recebeu o apoio da Esquerda Republicana da Catalunha (ERC).

Marta Vilalta, porta-voz daquela formação, afirmou à imprensa que a ação "é legítima" desde que seja realizada "no quadro democrático" e sem violência.

As ações de reivindicação, a nível institucional ou nas ruas, "partilham um objetivo: o de que deve haver uma solução democrática, baseada no reconhecimento dos direitos fundamentais, entre os quais a autodeterminação da Catalunha", disse a porta-voz.

Com Lusa

Protestos na Catalunha cortam autoestrada para França

Protestos na Catalunha provocam filas de 30km depois de corte da autoestrada