QUERO controlar POSSO humilhar MANDO obedecer

"Há organizações que são aeroportos de idiotas onde a todas as horas aterram idiotas"

Vera de Melo explica que a ideia de escrever um livro surgiu porque se deu conta que "a maior parte das pessoas que vem a consultas de psicologia tem problemas laborais"

"Não estão em vias de extinção e multiplicam-se todos os dias. As anedotas proliferam na mesas dos almoços, satirizando as qualidades ou ausências delas desta nobre criatura, o chefe. A pergunta na mente da maioria dos colaboradores nos nossos dias é "como é que os idiotas se tornam chefes?". Uma pergunta sem resposta óbvia". Assim começa o livro da psicóloga Vera de Melo, "Como sobreviver a um chefe idiota".

Vera de Melo explica que a ideia do livro surgiu porque se deu conta que "a maior parte das pessoas que vem a consultas de psicologia tem problemas laborais".

A psicóloga assegura que "a dica essencial do livro é a de ajudar a perceber, afinal, quem é o idiota, eu ou o meu chefe?".

Uma coisa é certa para Vera de Melo, "há organizações que são aeroportos de idiotas onde, a todas as horas, aterram idiotas" até porque "um idiota rodeia-se de idiotas" de modo a que as decisões que um "chefe idiota" toma não sejam colocadas em causa. E numa só frase acabámos de usar a palavra "idiota" associada à palavra "chefe" cinco vezes!

Se as vítimas são "pessoas com autoestima mais baixa", os agressores são "idiotas inseguros" com "ausência total de empatia, de capacidade de me colocar no lugar do outro".

A psicóloga esclarece que "nenhum de nós tem noção do impacto destas situações laborais na nossa saúde física e psicológica até se livrar da situação". O stress que resulta do assédio moral no trabalho pode estar na origem de "dificuldades de memorização, mau estar e até doenças".

Por isso, o caminho pode ser desistir porque "é um sinal de maturidade cognitiva e emocional. Se eu já fiz de tudo e nada adiantou, então, está na altura de ser feliz para outro lado", conclui.

Mais informação em QUERO controlar POSSO humilhar MANDO obedecer

Veja ou reveja aqui a reportagem na íntegra