Saúde Mental

D. Estefânia regista aumento de 50% no número de jovens com problemas de ansiedade

Os médicos dizem que nesta fase os pais precisam de mais tempo para acompanharem os filhos em casa.

O Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, registou no início do ano um aumento de 50% no número de crianças e jovens que entraram na urgência com problemas de ansiedade e humor. Os médicos dizem que, nesta fase, os pais precisam de mais tempo para acompanhar os filhos em casa.

De janeiro a fevereiro mais de 80 crianças e jovens deram entrada na urgência do hospital D.ª Estefânia e tiveram contacto com a pedopsiquiatria. Alguns queixam-se também de problemas em dormir ou perturbações alimentares.

Só neste hospital houve um aumento de quase 50% do número de crianças com problemas de ansiedade e humor. É uma exceção à regra, já que a pandemia, no geral, fez diminuir o número de jovens internados por motivos psiquiátricos.

Para a coordenadora do serviço de urgência de pedopsiquiatria do D.ª Estefânia, os pais são a chave para travar a evolução dos problemas, mas, para isso, precisam de tempo.

A coordenadora lembra ainda que o acompanhamento da saúde mental, em particular dos jovens, deve ser feito de forma constante e não apenas quando se atinge o limite.

  • 3:26