Operação Marquês

Joaquim Barroca recusa-se a falar sobre a operação de Vale de Lobo  

Joaquim Barroca recusa-se a falar sobre a operação de Vale de Lobo  

Ex-administrador do grupo Lena estava a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito à recapitalização e gestão da CGD. 

O ex-administrador do grupo Lena Joaquim Barroca, arguido na Operação Marquês, invocou o seu estatuto para não se referir à operação de Vale do Lobo, durante a comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Barroca é arguido na "Operação Marquês" e suspeito de ter corrompido o antigo primeiro-ministro José Sócrates. É também um dos grandes devedores do banco público.

Questionado pelo deputado do PCP, Duarte Alves, Joaquim Barroca não se quis pronunciar, lembrou que está a decorrer um processo judicial sobre essa matéria e que isso está "em segredo de justiça".