Operação Marquês

Operação Marquês. Julgamento de Armando Vara poderá terminar na próxima semana

Armando Vara ainda não falou no julgamento. Ainda tem hipótese de falar na próxima semana.

O julgamento de Armando Vara no processo extraído da Operação Marquês poderá ficar concluído já na próxima semana. O ex-ministro não esteve esta quarta-feira na segunda sessão para ouvir o testemunho do inspetor tributário que investigou o caso.

Responsável pela investigação financeira que deu origem à Operação Marquês, Paulo Silva, inspetor tributário, vem dizer, em tribunal, que encontrou no alegado esquema de branqueamento de capitais de Armando Vara um circuito exagerado, extremamente elaborado. Um esquema pouco tradicional por esconder sempre e através de tantas pessoas a origem do dinheiro acumulado em paraísos fiscais.

Armando Vara é o único arguido neste processo. A cumprir pena de prisão em Évora pela condenação no processo Face Oculta e depois de ter ficado em silêncio na primeira sessão, o ex-ministro não esteve na sala a ouvir o inspetor tributário.

Armando Vara ainda tem hipótese de falar na próxima semana, naquela que poderá ser a última sessão do julgamento praticamente concluído em três semanas.

Acusado inicialmente de cinco crimes, incluindo de ter sido corrompido com 1 milhão de euros por empresários do empreendimento Vale do Lobo, o ex-ministro e antigo administrador da Caixa Geral de Depósitos responde agora apenas por um crime de branqueamento de capitais.