Vacinar Portugal

Grupo prioritário mais imunizado é o dos residentes em lares e cuidados continuados

Faltam vacinar entre 400 e 500 lares de idosos.

O número de vacinas contra a covid-19 ultrapassou o de casos confirmados da doença em Portugal. Dois meses depois do início do processo já foram dadas perto de 837.900 doses. Mais de 270.000 pessoas estão com a vacinação completa.

O médico António Sarmento foi há dois meses o escolhido para ser o primeiro portugues vacinado contra a covid-19. Depois dele, já se vacinaram 111.500 profissionais de saúde e quase 88.300 tomaram as duas doses.

Neste momento, o grupo prioritário mais imunizado é o dos residentes em lares e unidades de cuidados continuados, onde 200.822 já tomaram a vacina e mais de metade já tem as duas doses. Estão por vacinar apenas as instituições onde houve surtos.

O primeiro lote que Portugal recebeu tinha 9.750 vacinas. Na passada sexta-feira chegou a remessa mais recente, totalizando perto de um milhão e 35 mil doses recebidas.

O Governo promete acelerar a vacinação já em março. Esperam-se mais remessas e a aprovação de uma quarta vacina: a da Janssen, do grupo J&J deverá ver luz verde a 11 de março. A partir daí, e até junho, Portugal há de receber 1 milhão e 250 mil doses desta vacina. Parte dos 4,5 milhões que, ao todo, hão-de chegar em 2021. Esta vacina tem uma vantagem: será administrada numa única dose.

  • O bicho homem em quatro episódios

    Opinião

    Gostava muito de partilhar o otimismo de Attenborough e de Bregman. Mas depois há episódios como o da Superliga. Ou o das vacinas concentradas no hemisfério Norte. E a esperança esvai-se. Como as superfícies geladas do Ártico no verão.

    Cristina Figueiredo