Vacinar Portugal

Apoio domiciliário sem prioridade na vacinação

Frederico Pinto

Frederico Pinto

Repórter de Imagem

Pedidos de ajuda subiram durante a pandemia.

Durante a pandemia, aumentou o número de pedidos para apoio domiciliário a idosos. Uma resposta social que é a última alternativa aos internamentos em lares, para quem a retaguarda familiar não consegue garantir todos os cuidados de saúde. Mas estas instituições foram excluídas do plano nacional de vacinação e apesar dos apelos feitos, não foram considerados linha da frente.