Vacinar Portugal

Doentes com insuficiência renal grave já foram vacinados contra a covid-19

Doentes renais crónicos vão ser vacinados na segunda fase. O Presidente da Sociedade Portuguesa de Nefrologia lembra a importância da prevenção e do diagnóstico precoce.

Em Portugal, um milhão de pessoas sofrem de insuficiência renal. Os doentes mais graves foram considerados prioritários na vacinação contra a covid-19, e o processo já está concluído para todas as pessoas que cumpriam os requisitos para receber o fármaco.

Neste momento há 19 mil doentes que fazem diálise ou foram transplantados. Os doentes que fazem estes tratamentos foram os mais expostos à covid-19 porque não puderam cumprir o isolamento, uma vez que precisaram de ir aos centros de hemodiálise três vezes por semana, mesmo quem esteve infetado com covid-19.

A doença renal é irreversível, pouco sintomática nos primeiros anos, e pode ser transversal a todas as idades. A prevenção de algumas destas causas é mais relevante por serem fatores de risco da doença cardiovascular.

O presidente da associação portuguesa de nefrologia diz que existe um risco elevado de a doença cardíaca causar doença renal, ou vice-versa. Os especialistas alertam para a importância de um diagnóstico precoce, que pode ser feito através de análises clínicas.

A esperança média de vida de quem faz os tratamentos de diálise está a aumentar, e é possível estes doentes viverem mais anos e terem uma melhor qualidade de vida.