Vacinar Portugal

Covid-19. Comissão Europeia negoceia compra de vacinas da Pfizer para 2022

O porta-voz da Comissão Europeia explica que foi identificada a necessidade de adquirir quase dois mil milhões de doses.

O primeiro-ministro búlgaro, Boyko Borisov, avança que a Comissão Europeia está a negociar com a Pfizer a compra de vacinas contra a covid-19, para 2022 e 2023, por 19,50 euros a dose. Bruxelas não confirma os preços, mas admite as negociações.

“Identificámos a necessidade de quase dois mil milhões de doses que serão necessárias para enfrentar estes desafios e, nessa base, lançámos um concurso, após várias discussões no comité, e depois de termos recebido o apoio dos estados-membros para avançarmos, de forma a estarmos todos melhor preparados para enfrentarmos os desafios que nos serão colocados, em 2022 e depois”, disse Stefan de Keersmaecker, porta-voz da Comissão Europeia.

O valor que está a ser avançado pelo primeiro-ministro búlgaro é superior ao negociado nos primeiros contratos com a farmacêutica, onde o preço por dose variou entre os 12 e os 15 euros.