A vacinação em Portugal e no Mundo

Covid-19. União Europeia fecha negócio com nova fabricante de vacinas, a Novavax

Ensaios clínicos dão conta de uma eficácia que pode chegar aos 90%.

A União Europeia fechou negócio com uma nova fabricante de vacinas, a Novavax.

É o sétimo acordo de compra antecipada de vacinas da União Europeia: 100 milhões da norte-americana Novavax, com a opção de outras 100 milhões de doses para os próximos dois anos.

Os ensaios clínicos, já levados a cabo, dão conta de uma eficácia que pode chegar aos 90%. Esta vacina usa uma tecnologia diferente das disponíveis no mercado europeu: nem o RNA mensageiro da Pfizer e Moderna, nem o vetor de adenovírus da Janssen e AstraZeneca, mas uma nanopartícula da proteína spike do coronavírus.

No mesmo dia em que este acordo é conhecido, surge também um alerta da Organização Mundial de Saúde: faltam cerca de 10.000 milhões de euros para comprar oxigénio, máscaras, testes para os países com menos recursos e, claro, vacinas.

Veja também: