Os números da Covid-19

Portugal sem mortes e mais 625 casos de covid-19 em 24 horas

artur carvalho

O último balanço da Direção-Geral da Saúde.

Portugal contabiliza esta segunda-feira 625 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17.047 mortes e 858.072 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta segunda-feira ativos 25.403 casos, mais 345 em relação a domingo.

O boletim da DGS revela que estão internados 340 doentes, mais 15 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 77 doentes, menos cinco do que no dia anterior.

Os dados divulgados pela DGS mostram que 280 pessoas foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 815.622 recuperados.

O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu para 578, totalizando agora 30. 375.

Como está o índice de transmissibilidade?

O índice nacional de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-CoV-2 subiu de 1,05 para 1,09 e a incidência de casos de infeção por 100.000 habitantes subiu de 74,8 para 84,5.

Os dados do Rt e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Infeções por região

A região Norte tem hoje 124 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 342.464 casos de infeção e 5.359 mortes desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 28 casos, acumulando-se 120.517 infeções, e 3.025 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 10 casos, totalizando 30.438 infeções, e 971 mortos desde o início da pandemia.Na região do Algarve o boletim de hoje revela que foram registados 34 novos casos, acumulando-se 22.653 infeções e 364 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou três novos casos, totalizando 9.789 casos e 69 mortes devido à covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm hoje 25 novos casos e contabilizam 5.799 casos e 33 mortos desde o início da pandemia. As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

Infeções por género

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 390.308 homens e 467.357 mulheres, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 407 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 8.952 eram homens e 8.095 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Há 170 surtos ativos na região da Grande Lisboa

Há 170 surtos ativos na região da Grande Lisboa, segundo o número avançado na manhã desta segunda-feira à Rádio Renascença pelo coordenador regional para a resposta à pandemia. Duarte Cordeiro revelou que há surtos em escolas e também em festas e apela a que se avance na testagem.

O Governo reconhece que tem sido difícil reduzir os novos casos de covid-19 em Lisboa. A incidência em Lisboa tem vindo a aumentar nas últimas semanas. O concelho da capital já ultrapassou a linha dos 120 casos por 100 mil habitantes e, por isso, não avançouno desconfinamento.

Enquanto a maioria do país vê as restrições a serem aliviadas, Lisboa mantém as medidas. O teletrabalho permanece obrigatório, assim como o limite de encerramento para restaurantes e espetáculos culturais às 22:30 e o comércio às 21:00. Aos fins de semana e feriados, o horário de fecho é antecipado para as 19:00.

Certificado digital covid-19 aprovado

TONY DA SILVA

O certificado digital covid-19 foi aprovado esta segunda-feira em Bruxelas, numa cerimónia que contou com a presença do presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o primeiro-ministro português, António Costa.

CERTIFICADO ENTRA EM VIGOR A 1 DE JULHO

Oficialmente, o certificado digital entrará em vigor a 1 de julho. Há nove países que já estão a emitir certificados e alguns também a verificá-los, por exemplo, nos aeroportos. No grupo da frente estão Espanha, Croácia e Grécia.

Em Portugal, o trabalho para desenvolver o certificado tem sido feito pela Direção-Geral da Saúde em colaboração com a Imprensa Nacional da Casa da Moeda, por causa do encriptamento, e também com os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde. Os primeiros certificados para cidadãos nacionais deverão começar a ser emitidos a meio desta semana.

O certificado vai poder ser pedido por quem já foi vacinado, por quem recuperou da doença ou por quem fez um teste que deu negativo. O documento vai conter um código QR e não será obrigatório para viajar. Será gratuito e reconhecido em todos os países da União Europeia.

LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL

  • Dentro do coração
    4:23

    Futuro Hoje

    Há 7 anos no Futuro Hoje mostrámos pela primeira vez um pacemaker que se instala dentro do coração. Em Portugal há muitas pessoas a quem este aparelho salvou a vida. Só o Dr. Diogo Cavaco, cardiologista que introduziu esta técnica no país, já instalou mais de cem aparelhos destes.