Os números da Covid-19

Portugal com mais 7 mortes e 1.023 novos casos de covid-19 em 24 horas

Armando Franca

Internamentos, taxa de incidência e R(t) baixam. segundo o último balanço da Direção-geral da Saúde.

Portugal contabiliza esta sexta-feira mais 7 mortes e 1.023 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17.895 mortes e 1.060.432 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 34 626 casos, menos 539 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 474 doentes, menos 23 do que ontem.

Nos cuidados intensivos estão 97 doentes, menos 6.

Os dados indicam ainda que mais 1.555 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1.007.911 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 31.704 contactos, menos 818 relativamente ao dia anterior.

Taxa de incidência e índice de transmissibilidade

A taxa de incidência nacional baixou de 191,1 casos de infeção por 100 000 habitantes para 173,6. No continente também recuou de 196,1 para 177,9 casos por 100 000 habitantes.

O R(t) nacional está em 0,83 e em 0,82 no continente.

Os dados dos indíces R(t) e da incidência são atualizados à segunda, quarta e sexta-feira.

Especialistas propõem levantamento das restrições já no fim de setembro

Numa altura em que Portugal está próximo de atingir a meta de 85% da população vacinada contra a covid-19, os especialistas propõem que grande parte das medidas de restrição deixem de ser obrigatórias já no final do mês, mas a máscara deve manter-se em transportes públicos e sempre que existirem aglomerados.

O Governo deverá anunciar nos próximos dias os critérios para a terceira fase de desconfinamento.

Portugal poderá estar a vencer a pandemia, mas matemáticos alertam para riscos

Dois dos matemáticos que se têm dedicado ao estudo da pandemia partilham a ideia de que Portugal poderá estar a vencer a batalha da covid-19, um ano e meio após diagnosticado o primeiro caso. No entanto, Henrique Oliveira e Carlos Antunes alertam para os riscos que ainda existem.

A análise dos dados matemáticos não deixa margem para dúvidas: Portugal parece estar, de facto, a vencer a batalha da pandemia, com a vacinação como arma essencial.

Pandemia já fez mais de 4,6 milhões de mortos no mundo

A covid-19 provocou pelo menos 4.656.833 mortes em todo o mundo, entre mais de 226,31 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência de notícias France-Presse.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China. Entretanto surgiram novas variantes, nomeadamente as identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

A grande maioria dos pacientes recupera, mas uma parte evidencia sintomas por várias semanas ou até meses.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global