Os números da Covid-19

Portugal com mais 12 mortes e 2.398 novos casos de covid-19 em 24 horas

O último balanço da Direção-Geral da Saúde.

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 12 mortes e 2.398 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

As doze mortes registaram-se no Algarve (quatro), no Centro (três), em Lisboa e Vale do Tejo (três) e no Norte (duas).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18.295 mortes e 1.115.080 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando ativos 41.135 casos, mais 1.335 em relação a quarta-feira.

O boletim da DGS revela que estão internados 523 doentes, mais nove do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 72 doentes, menos três.

Os dados indicam ainda que mais 1.051 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1.055.650 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 38.085 contactos, mais 1.905 relativamente ao dia anterior.

Segundo o boletim da DGS, nas últimas 24 horas, o maior número de infeções ocorreu na região de Lisboa e Vale do Tejo, com 773 notificações, contabilizando esta área geográfica, desde o início da crise pandémica, 429.677 casos e 7.775 mortos.

Na região Norte, registaram-se mais 682 casos, totalizando 422.408 e 5.624 óbitos.

Na região Centro, registaram-se 521 novos casos, perfazendo um total de 152.654 infeções e 3.218 mortos.

O Algarve -- que regista o maior número de mortos das últimas 24 horas -- contou com mais 228 casos, acumulando 45.942 contágios e 496 óbitos.

No Alentejo, foram assinalados 98 novos casos de infeção, somando 41.089 contágios e 1.056 mortos.
Segundo a DGS, a região Autónoma da Madeira contabilizou 66 novos casos, somando 13.555 infeções e 79 mortes por covid-19.

Nas últimas 24 horas, os Açores registaram 30 novos casos, o totalizando 9.755 contágios e 47 mortes desde o início da pandemia.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 516.821 homens e 597.489 mulheres, de acordo com os dados da DGS, segundo os quais há 770 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

A covid-19 provocou pelo menos 5.122.682 mortes em todo o mundo, entre mais de 254,95 milhões infeções com o novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Taxa de incidência e índice de transmissibilidade

A nível nacional, a taxa de incidência subiu, na quarta-feira, de 156,5 para 173,7 casos de infeção por 100 mil habitantes. Em Portugal continental, este indicador estava em 155,3 e subiu para 172,9 casos de infeção por 100 mil habitantes.

O Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus - está em 1,17 a nível nacional e em Portugal continental.

Estes dados são atualizados todas as segundas, quartas e sextas-feiras.

Pessoas com 65 anos ou mais já podem agendar reforço da covid-19 e vacina contra a gripe

Já está disponível o autoagendamento para pessoas com 65 ou mais anos para a toma da dose de reforço da vacina contra a covid-19 e contra a gripe, anunciou a Direção-geral da Saúde em comunicado.

O agendamento é feito no site e o utente pode selecionar o local e a data para a vacinação.

Está também já disponível a modalidade “Casa Aberta” para pessoas com idade igual ou superior a 75 anos

Governo volta a comparticipar testes rápidos de antigénio

Os testes rápidos de antigénio efetuados nas farmácias e laboratórios aderentes ao regime excecional de comparticipação vão voltar a ser gratuitos a partir de sexta-feira, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Saúde.

A portaria que prorroga o regime aprovado em junho é publicada esta quinta-feira em Diário da República, adianta o Ministério numa nota enviada à agência Lusa.

A comparticipação continua a ser limitada ao máximo de quatro testes por mês e por utente.

O médico de saúde pública Ricardo Mexia elogia o regresso da comparticipação dos testes rápidos e diz que a medida vai evitar que se propaguem cadeias de transmissão.

Loading...

Teletrabalho parcial, uso de máscara na rua e o reforço da testagem devem regressar

O Governo admite o regresso do teletrabalho, o uso de máscara na rua voltará a ser obrigatório e a testagem à covid-19 será reforçada. A estratégia para combater o aumento de casos no país será anunciada depois da reunião no Infarmed, marcada para sexta-feira.

Com a transmissão do vírus a subir, o Governo precisa de definir uma estratégia para os próximos tempos.

O secretário de Estado da Saúde já antecipou algumas medidas, como o teletrabalho parcial, a máscara poderá voltar a ser obrigatória e haverá um reforço da testagem.

Mais de 5,1 milhões de mortos no mundo

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 5.113.287 mortos em todo o mundo e mais de 254.298.140 pessoas foram infetadas desde que foi notificado o primeiro caso na China no final de 2019, segundo o balanço diário da agência France-Presse (AFP).

Os Estados Unidos continuam a ser o país mais afetado, tanto em número de mortes como de infeções.

A covid-19 é uma doença respiratória provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL

Últimas Notícias
Mais Vistos